BUSCAR NO SITE:

Notícias

Contenção de encosta beneficia 2.250 moradores do Alto da Terezinha, em Salvador

Postado em 28/02/2018 13:34 - Atualizado em: 28/02/2018 13:34
Share Button

Moradores da Vila Francismar, no Alto da Terezinha, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, viviam com medo de possíveis tragédias envolvendo deslizamentos de terra. Após a conclusão da contenção de encosta construída pelo Estado e entregue, oficialmente, nesta quarta-feira (28), pelo governador Rui Costa, 2.250 pessoas passam a viver com mais segurança no local. A obra contou com um investimento de R$ 329 mil.

Durante a entrega, Rui disse aos moradores que se sente orgulhoso por estar realizando um sonho de quando era adolescente e olhava para os morros com medo de que as pessoas morressem soterradas. “É uma emoção especial porque tenho na memória todas as vezes que eu fui arrastado para fora de casa por minha mãe e meu pai quando chovia, porque tinha um barulho estranho e eles achavam que era um morro descendo. Estamos transformando Salvador com muito trabalho e isso é motivo de muita alegria”, revelou.

O governador lembrou ainda de uma trágica coincidência. “Logo no início do meu mandato de governador, em 2015, onde eu nasci, no São Domingos, um morro cedeu e morreram pessoas soterradas. Então, nós iniciamos um grande programa com muitas obras. Se alguém passar na Avenida Suburbana ou na rua principal de Plataforma não vai enxergar, mas a obra está atrás da casa das pessoas e quem mora aqui hoje sente que pode dormir sem medo de ser soterrado”.

A área total da encosta é de 435 metros quadrados, ao longo de cerca de 75 metros de extensão, sendo dividida em dois painéis: no primeiro, com 411 m², foi utilizada a técnica de solo grampeado. O segundo painel, com 24 m², é de alvenaria em pedra. O projeto contempla, ainda, a implementação de dispositivos de drenagem pluvial, o que impede que as águas de chuvas se infiltrem na encosta, evitando novos deslizamentos. Outras melhorias foram executadas, como instalação de escadaria em concreto (42m²) com corrimão metálico (17,41m), além de mureta guarda-corpo (48,36 m²) e caminho em concreto (370m²).

Esta é a 31ª encosta entregue pelo Governo do Estado, através do Programa de Prevenção de Desastres Naturais, executado pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur). No total, o programa estadual contempla 108 obras de contenção de encostas de risco alto ou muito alto, sendo 104 encostas distribuídas em 47 bairros de Salvador, e outras quatro em Candeias, município da região metropolitana, beneficiando aproximadamente 30 mil famílias com um investimento total da ordem de R$ 216 milhões.

Hoje, quem vê dona Neide da Anunciação estendendo roupas no quintal, ao pé da encosta, não imagina os apuros que ela já viveu. “Quando o céu ia escurecendo a gente não dormia, a preocupação era demais. Eu tenho criança em casa e perdia a noite preocupada em sair com as crianças. Graças a Deus, depois dessa obra, melhorou muito”. Outro benefício é econômico. “Eu já tentei vender a casa, que era barro na frente, escorregadio, então era desvalorizada. Os compradores, quando viam o fundo, desistiam porque era área de risco, a casa estava condenada. Agora eu só tenho a agradecer a Deus e ao Governo do Estado”.

Novas encostas

Ainda nesta quarta-feira, o governador Rui Costa assinou ordens de serviço para a instalação de mais duas contenções de encosta na capital baiana, uma na 3ª Travessa Real e a segunda na Rua Chile, ambas localizadas no bairro de Plataforma, com aporte financeiro em torno de R$ 2,4 milhões, beneficiando cerca de quatro mil moradores do subúrbio.

Outras Notícias

Anunciantes Premium!


Coloque o seu Anúncio aqui!

BUSCAR NO SITE: