Notícias

Postado em 21/09/2016 6:03

“Talvez meu crime foi colocar o filho do pobre na universidade”, diz Lula

.

Share Button
Share Button

Presente no Ceará, onde começa sua caminhada por cidades do Nordeste, o ex-presidente Lula voltou a falar sobre a denúncia apresentada pelo MPF (Ministério Público Federal) ao juiz Moro. Lula voltou a defender sua inocência e citou o Bolsa Família, principal projeto do PT na presidência.

“E eu olho na cara de cada um e digo: se acharem um real na minha vida, que não for meu, eu não serei mais nada nessa vida. Talvez o meu crime tenha sido criar o Bolsa Família, ou de ter colocado o filho do pobre no banco da universidade”, disse.

O petista aproveitou para fazer críticas à imprensa e afirmou que o PT é perseguido.

“Vou contar uma história a vocês: em 2002, quando fui eleito presidente da República, o PT tinha 12% de preferência nacional, em 2011, o PT tinha 34%. Eu acho que aí começou a tentativa de nos destruir, porque nunca na história do Brasil um partido conseguiu ter, estando no governo, conseguiu ter esse apoio. Desde 2005 que esse partido apanha, apanha, apanha, de uma imprensa nojenta, mentirosa. A história vai julgar cada um de nós. A história não acontece no mesmo dia”.

Lula ainda citou uma possível candidatura novamente à presidência em 2018. “Além de afastar Dilma, eles sabiam que tinham que cuidar do Lula: se esse Lula se mete a ser candidato de novo, vai ser ruim pra nós”, completou.

Galeria de Fotos

BUSCAR NO SITE: