Notícias

Postado em 08/10/2015 7:05

Sesab confirma retirada de leitos do Hospital Salvador para rede própria

.

Share Button
Share Button
Por Redação Bocão News (@bocaonews)

A notícia da retirada de 15 leitos de UTI neonatal do Hospital Sagrada Família, que funcionam em espaço do Hospital Salvador, na Federação, marcadapara dezembro deste ano, não deve causar preocupação aos pacientes e familiares que usam as unidades, segundo a Secretaria de Saúde da Bahia.
Em nota enviada ao Bocão News, a pasta informou que os leitos “serão transferidos para o Hospital Geral Roberto Santos, com inauguração prevista para o mês de dezembro. Além dos 15 leitos de UTI neonatal, outros seis serão inaugurados, totalizando 22 leitos desta categoria”.
A Secretaria disse ainda que o espaço do Hospital Salvador passará por reforma, que só será finalizada em março de 2016, readequando o valor do contrato de R$800 mil para R$ 1,4 milhão, “tornando a contratualização do serviço desvantajosa para a secretaria”.
Viabilidade financeira versus importância da maternidade
Em entrevista nesta quarta-feira (7), no programa Se Liga Bocão, na Itapoan FM, o obstetra Marcelo Reis, comentou os investimentos voltados para o setor da maternidade e neonatologia em contraponto com a importância da especialidade.
“Não há incentivo para que a maternidade tenha uma remuneração compatível com a sua importância. Engana-se quem pensa que quem está fazendo nascimento de crianças nas piores condições não está plantando uma semente do mal em nossa sociedade”, afirmou.
“É uma atividade econômica que não ganha dinheiro. Por exemplo, o preço da diária de uma obstetra é o mesmo de um cardiologista. Mas um paciente de cardiologia consome muito mais medicação, tudo isso leva lucro. É preciso que haja uma diária proporcional, melhor do outras especialidades, pela importância que a maternidade exige, em fazer uma nova geração”, completou.

BUSCAR NO SITE: