Notícias

Postado em 23/07/2016 8:23

Salvador registra mais de 5 assaltos a ônibus por dia

.

Share Button
Share Button

Salvador registrou, nos primeiros 204 dias deste ano – quase sete meses -, 1.035 assaltos a coletivos, de acordo com um levantamento feito pelo CORREIO com base no boletim diário da Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).

O total de assaltos a coletivos na capital gerou uma média de 5,1 ataques por dia.

A SSP-BA consolidou os dados dos três primeiros meses e registrou 592 assaltos em Salvador nesse período. Já entre 1º de abril e 22 de julho, o CORREIO contou mais 443 ocorrências, o que dá o total de 1.035 casos.

O mais recente, na manhã de ontem, na BR-324, entre o Bom Juá e a Jaqueira do Carneiro, deixou cinco passageiros feridos e um morto após uma troca de tiros dentro do coletivo do consórcio  Plataforma, na linha Marechal Rondon-Barra.

No dia 2 de junho, o aposentado José Carlos Cardoso da Silva, 67 anos, reagiu a um assalto a ônibus no bairro de Ondina e morreu após receber um tiro nas costas. Na ocasião, quando o CORREIO fez um levantamento parecido sobre o número de assaltos a coletivos, a capital já registrava 865 assaltos, uma média de seis ocorrências a ônibus por dia.

O crime aconteceu por volta das 15h30 na Avenida Oceânica, em Ondina, no ônibus do sistema Integra que fazia a linha Vila Rui Barbosa – Vale das Pedrinhas. Dois homens e uma mulher entraram no ônibus no ponto próximo ao Colégio Isba, pagaram a passagem e, pouco depois, anunciaram o assalto. José Carlos reagiu e partiu para cima do ladrão que recolhia pertences das vítimas. Uma briga foi iniciada, e o passageiro acabou morto.

No dia 15 de abril deste ano, o porteiro Libânio Trindade dos Santos, 64, reagiu a um assalto a ônibus na Avenida San Martin, por volta das 10h45. Ele morreu dois dias depois no Hospital Geral do Estado (HGE).

De acordo com o motorista do ônibus do consórcio Plataforma, que fazia a linha Pirajá/Pituba, os assaltantes atiraram em Libânio porque ele se negou a entregar a mochila e a carteira. Depois de atirar, os bandidos fugiram sem levar nada.

Já no dia 7 de junho, quem morreu durante o assalto foi o próprio ladrão, depois de um passageiro reagir, atirando. Ele matou um dos criminosos e deixou o outro ferido dentro de um ônibus intermunicipal que fazia a linha Salvador-Feira de Santana. O crime aconteceu na BR-324, em Candeias, na Região Metropolitana, e o atirador fugiu.

Correio

Galeria de Fotos

Outras Notícias:

Polêmica

VÍDEO: Igor Kannario discute com policial em micareta de Feira: “Sou vereador

Apesar de apresentar um bom comportamento nas últimas aparições, o cantor Igor Kannario voltou a ...

Greve dos Rodoviários

Rodoviários se reúnem com prefeito em busca de acordo com patrões

Em uma reunião realizada na manhã desta segunda-feira (22), com representantes do Sindicato dos Ro...

Barbaridade

Polícia prende jovem acusado de matar a própria mãe

Um jovem identificado como Edmilson Moreira Júnior, de 20 anos, foi preso pela Polícia Civil neste...

Interior da Bahia

Jacaré de 2 metros é encontrado em terreno de cidade no interior da Bahia

Moradores da cidade de Juazeiro, norte da Bahia, foram surpreendidos na madrugada deste domingo (21)...

Comentários:

BUSCAR NO SITE: