Notícias

Postado em 06/05/2016 11:39

“Salvador pode ficar sem ônibus”, avisa Sindicato dos Rodoviários

.

Share Button
Share Button
O diretor do Sindicato dos Rodoviários, Daniel Mota, denunciou em participação na Rádio Metrópole, na manhã desta sexta-feira (6), que os empresários estão querendo adiar o pagamento do dissídio da categoria para novembro. De acordo com o sindicalista, a data firmada entre as partes venceu no último domingo – 1º de maio (data-base da categoria). “Salvador pode ficar sem ônibus se os empresários quiserem levar o dissídio para novembro”, afirmou, em entrevista ao apresentador Zé Eduardo.
Segundo o diretor do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Salvador (Setps), Jorge Castro, a data base da categoria teve início no dia 1º e, com isso, os empresários têm até o início de junho, após o fechamento da folha, para efetuar o pagamento. Ainda segundo ele, a proposta de adiamento surgiu motivada pela crise econômica que o país enfrenta.
“Estamos em um momento político e econômico muito complicado. Por isso, achamos melhor propor a transeferência da data de pagamento”, Sobre a ameaça de paralisação da categoria, Jorge Castro afirma que reuniões entre os sindicatos estão sendo realizadas para que a partes cheguem a um acordo e a população não fique prejudicada.

Galeria de Fotos

Outras Notícias:

Pedofilia

Mulher de 38 anos é presa após sexo até 15 vezes com adolescente

Uma mulher casada, de 38 anos, confessou ter feito sexo, entre oito e 15 vezes, com um adolescente d...

Paripe

Artistas promovem oficinas gratuitas para jovens da periferia; última etapa oco

Iniciado nesta segunda-feira (20) e com encerramento no próximo sábado (25), o Mutirão Mete Mão ...

Esporte

Com golaço de Juninho e estrela de Edigar, Bahia vence o Fortaleza na Fonte; ve

    O Bahia voltou a se impor na Arena Fonte Nova e, com tranquilidade, venceu o...

Câmara dos Deputados

Câmara aprova projeto que libera terceirização de atividades nas empresas

Mesmo sob forte protesto da oposição, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou hoje (22) o Pro...

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BUSCAR NO SITE:

CLIQUE NO X PARA FECHAR