Agenda de Eventos

Postado em 20/11/2015 3:31

Saiba por que o Dia da Consciência Negra não é feriado em Salvador

Cidade onde decidiu a celebração do dia Consciência Negra em 20 de Novembro, não considera essa data como feriado e a questão levanta polêmica na capital baiana.

Share Button
Share Button

O Dia da Consciência Negra, celebrado no dia 20 de Novembro, começou a ser comemorado nos anos 70 com a intenção de ser um contraponto ao dia 13 de Maio (Dia da Libertação dos Escravos). Entende-se que, mesmo com o fim da escravidão, não foi nesse momento que o negro foi inserido na sociedade brasileira como alguém com os mesmos direitos que aqueles que faziam parte da elite.

Na Bahia, apenas três municípios têm o Dia da Consciência Negra no calendário oficial de comemorações: Alagoinhas, Camaçari e Serrinha. Em todos eles, o feriado foi determinado por lei municipal. A decisão da celebração da data, no entanto, partiu de Salvador, que é uma das cidades mais negras no país com cultura afrodescendente bastante forte. Portanto, é previsível dizer que esse dia deveria ser feriado em Salvador – como é em outras cidades, a exemplo do Rio de Janeiro. O problema é que a capital baiana já possui o número limite de feriados, o que impossibilita a adesão de outras datas.

O vereador soteropolitano Paulo Magalhães acredita é legítimo que um dia como esse seja feriado, mas não vê qual data comemorativa poderia sair para dar lugar ao 20 de Novembro. “Na verdade isso sempre volta a pauta com a proximidade do Dia da Consciência Negra. Temos que lembrar que, em outras cidades que não são tão negras quanto a nossa, esse feriado já existe. Mesmo assim ainda é muito difícil ver qual o feriado que pode ser mudado para que outro seja efetivado. A Câmara sempre discute isso, mas falta chegar a um denominador que se faça justiça à cidade mais negra do país”, afirmou o edil.

Na data comemorativa são realizados eventos como caminhadas, além de programações diferenciadas nas áreas culturais, como museus e cinemas. Existe a preocupação que o dia sendo transformado em feriado poderia fazer com que as celebrações mudassem o foco, principalmente quando cair em sextas ou em segundas – virando o famoso feriadão, o que possibilitaria uma dispersão das festividades tradicionais desse dia.

Fonte: Varela Notícias

Outras Notícias:

Participe

O NEOJIBA volta ao bairro de Plataforma neste domingo (16)

O NEOJIBA volta ao bairro de Plataforma neste domingo (16) e leva compositores do final século XIX ...

Plataforma

Subúrbio Ferroviário em Salvador tem concerto com naipe de flautas da Osba

Com destaque para o seu naipe de flautas e um repertório que contempla obras de Ernst Widmer, Doriv...

Plataforma

Centro Cultural Plataforma recebe o XI Caldeirão Cultural

Sob a temática "Nós somos feitos de gente" o XI Caldeirão Cultural - Festival de Artes do Subúrb...

Fazenda Coutos

Programa Mais Cinema Menos Drogas tá chegando Nesta terça-feira (23), às 19h,

Alô, galera de Fazenda Coutos! O programa#MaisCinemaMenosDrogas tá chegando! Nesta terça-feira (2...

Comentários:

BUSCAR NO SITE: