Internacional

Postado em 12/09/2016 4:43

Refugiada nigeriana dá a luz no Mediterrâneo 24 horas após resgate

.

Share Button
Share Button

Uma refugiada nigeriana deu a luz um menino na manhã desta segunda-feira (12) a bordo do navio de resgate da organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) no mar Mediterrâneo. A mãe, Faith, que sentia contrações há três dias, e o bebê, batizado como Newman Otas, passam bem.

Faith e o marido, Otas, estava com os filhos mais velhos, Victory (7) e Rollres (5) em um bote de borracha superlotado quando foram resgatados, 24 horas antes do parto.

“Eu estava extremamente estressada dentro do bote de borracha, sentada no chão com outras mulheres e crianças, em pânico com a ideia de entrar em trabalho de parto. Eu podia sentir meu bebê se mexendo, ele se movia para baixo e voltava. Eu estava sentindo contrações há três dias”, disse a nigeriana.

Alva White/MSF

Newman nasceu em águas internacionais a bordo do MV Aquarius. A obstetriz da MSF Jonquil Nicholl, responsável pelo parto, disse que o nascimento foi tranquilo, em meio a condições perigosamente atípicas.”Sinto horror só de pensar o que poderia ter acontecido se esse bebê tivesse nascido 24 horas antes, naquele bote de borracha sem condição alguma de navegar, com combustível derramado no lugar onde as mulheres estavam sentadas, as pessoas amontoadas e sem espaço para se mover, à mercê do mar. E 48 horas antes, eles estavam em uma praia na Líbia, sem saber o que os aguardava pela frente”, disse Nicholl.

“Como isso ainda pode acontecer em 2016? Essas famílias, pessoas vulneráveis, gestantes, bebês pequenos e aqueles que ainda vão nascer são forçados a arriscar suas vidas no Mediterrâneo quando deveriam estar recebendo assistência e proteção.”

Hoje, 392 pessoas estão a bordo do Aquarius, depois do resgate de migrantes que estavam em dois botes de borracha no mar. O navio recebeu ainda um grupo de pessoas socorrido por outra embarcação. Entre os resgatados, 155 são menores de 18 anos, e 141 estão viajando sozinhos. Há ainda 11 crianças com menos de 5 anos e 4 bebês com menos de um ano.

Galeria de Fotos

BUSCAR NO SITE: