Notícias

Postado em 30/11/2015 11:18

Prefeitura promove urbanização inédita em comunidade no Subúrbio

.

Share Button
Share Button

A partir desta segunda-feira (30), a comunidade Guerreira Zeferina, antigamente conhecida como Cidade de Plástico, em Periperi, localizada no Subúrbio Ferroviário, será alvo de uma intervenção inédita de urbanização promovida pela Prefeitura. O edital para contratação da empresa que executará as obras no local foi lançado pelo prefeito ACM Neto, em cerimônia realizada no Palácio Thomé de Souza com as presenças da vice-prefeita Célia Sacramento, dos secretários Luiz Carreira (Casa Civil), Bruno Reis (Promoção Social, Esporte e Combate à Pobreza) e Paulo Fontana (Infraestrutura e Defesa Civil), outras autoridades e moradores da Cidade de Plástico.
Na mesma ocasião, foi assinado o convênio com a ONG Avsi Brasil para realização de trabalho social já a partir de hoje, com as 320 famílias cadastradas na localidade. O prefeito lembrou o compromisso assumido com a comunidade anteriormente e salientou que este é o projeto mais completo já desenvolvido pela administração municipal, pois considera todos os aspectos da vida dos moradores. “Este é um projeto de R$25 milhões que vai beneficiar as famílias que residirão ali mesmo. Não é uma obra eleitoreira, mas sim um projeto com foco na melhoria de vida das pessoas. A Guerreira Zeferina será um dos lugares mais bonitos de Salvador”, destacou o prefeito, aproveitando também para agradecer à Superintendência do Patrimônio da União (SPU), responsável pelo terreno, por permitir a realização do projeto.
As melhorias a serem realizadas na Cidade de Plástico fazem parte do Projeto de Urbanização de Áreas Precárias de Salvador, projeto-piloto que possui a coordenação geral da Casa Civil e projeto urbanístico a cargo da Fundação Mário Leal Ferreira, que conta ainda com a participação de diversos órgãos municipais e a própria comunidade. O trabalho social será realizado sob a supervisão da Secretaria Municipal de Promoção Social, Esporte e Combate à Pobreza (Semps) e englobará 230 famílias residentes na Guerreira Zeferina.
Entidade que é uma Organização Social de Interesse Público com larga experiência no Subúrbio Ferroviário, a Avsi Brasil ficará responsável pela execução do trabalho de acompanhamento social, iniciada com a relocação dos moradores durante o período da obra, monitoramento e avaliação da ação e promoção de cursos de qualificação e geração de emprego e renda. Todos os cadastrados assinarão documento de garantia de retorno para a Cidade de Plástico totalmente urbanizada. O convênio entre a Prefeitura e a Avsi Brasil tem duração de 28 meses, no valor de R$1.276.000,00.
“Nessa primeira etapa vamos entrar na comunidade e definir, junto com os moradores, que ações devem ser realizadas na localidade. A expectativa é muito positiva, pois é um projeto que aposta muito no valor da comunidade, ou seja, todos vão continuar no local com condições de vida diferentes. Este é um elemento central para o desenvolvimento humano. Agradecemos à Prefeitura pela possibilidade de participar dessa ação,, que deverá se tornar uma referência internacional”, ressaltou o diretor-geral da Avsi Brasil, Fabrizzio Pellicelli.
Um dos 18 membros do Comitê de Representantes de Moradores da Guerreira Zeferina, Patrícia Menezes relatou o processo de construção do projeto e a realização de um sonho dos moradores. “Logo de início, quando o projeto chegou, ficamos um pouco com o pé atrás. Com o tempo fomos nos adaptando, o projeto foi se desenvolvendo com a comunidade, construímos uma maquete que apresentou todas as nossas necessidades. Hoje é um projeto que ficou lindo, que está criando raízes e trazendo uma luz para todos nós. Acreditamos que já deu certo”, comentou, animada.
Obras – Na área de infraestrutura, as obras vão abranger uma área de mais de 20 mil m² e englobam implantação das redes de água, esgoto e drenagem pluvial, construção de 257 unidades habitacionais de dois e três quartos, alguns deles adaptados para idosos e pessoas com deficiência; implantação de áreas verdes e de dez quiosques comerciais, além de via de acesso a área com vagas de estacionamento.
A iniciativa também prevê a implantação do espaço comunitário Guerreira Zeferina com sala multiuso, pátio coberto e sanitários; implantação de espaços de lazer, parque infantil, prática esportiva e áreas verdes; espaço de apoio ao pescador e de acesso à praia. Serão realizados, ainda, recuperação da contenção e fechamento em tela do acesso à via férrea, dentre outras melhorias.
O projeto levou um ano para ser construído e contou com diversas reuniões com os moradores, que apresentaram propostas e, ao final, validaram o projeto. Todo o processo do edital de escolha da empresa e da execução será acompanhado pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Defesa Civil (Sindec), por meio da Superintendência de Conservação e Obras Públicas (Sucop).

 

Outras Notícias:

Justiça

Juiz do DF manda suspender decreto que aumentou tributos sobre combustíveis

O juiz substituto Renato Borelli, da 20ª Vara Federal de Brasília, determinou nesta terça-feira (...

Educação

Estudantes do Colégio Estadual Duque de Caxias protagonizam projeto sobre a reu

Um dos maiores problemas ambientais de âmbito mundial, os resíduos sólidos – sejam escolares, d...

Ilha Amarela

Corpo de um homem com sinais de tortura é encontrado na Ilha Amarela

O corpo de um homem que não teve a identidade revelada pela policia foi encontrado na manhã desta ...

GERRC

Presa jovem que assaltava ônibus coletivos na Lapa

Investigadores do Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (GERRC) prenderam nesta segunda...

Comentários:

BUSCAR NO SITE: