Notícias

Postado em 20/07/2016 1:17

Polícia revela motivo da troca de tiros que vitimou PM em Cajazeiras X

.

Share Button
Share Button

A morte do policial militar Éder Ricardo Cardoso de Oliveira, 39 anos, neste domingo , foi motivada por uma briga de trânsito. Minutos antes do crime, um dos enteados da vítima fechou uma moto, onde estava Angel Vinicius Pessoa Freitas, que voltou para se vingar da batida, junto com Ismael Santos Santana da Cruz, 25 anos, o MC. Ele é apontado como o autor do disparo que matou o PM.
A polícia afirma que o enteado contou, em depoimento, que ele estava dirigindo um carro e como a rua estava movimentada – acontecia uma festa no local -, desviou das pessoas e acabou batendo na moto. Pouco depois, Angel voltou já com MC, e indicou o enteado de Éder. “Ele gritou ‘perdeu, perdeu’ e Éder atirou assim que viu o homem armado, acertando o piloto”, disse o investigador ao Correio.
MC, acusado do crime, e Éder, policial assassinado
Angel morreu no local do crime e Éder foi baleado no rosto. Os enteados do policial, que presenciaram o crime, Erivaldo Jorge Pereira Júnior, 24, e Igor Barroso dos Santos Vital, 18, também foram atingidos pelos disparos. Eles foram socorridos por familiares e o PM deu entrada no Hospital ProHope, antigo Jaar Andrade, já sem sinais vitais.
De acordo com a polícia, Angel era mototaxista em Cajazeiras e conhecido na área por ter envolvimento com a criminalidade. MC foi morto na madrugada desta terça-feira (19), em um confronto com a polícia. O corpo dele foi encontrado próximo a um matagal.

Galeria de Fotos

BUSCAR NO SITE: