Notícias

Postado em 24/07/2016 5:18

Homem tinha transtornos psiquiátricos e não portava bomba, diz tenente-coronel

.

Share Button
Share Button

Segundo o tenente-coronel Coutinho, do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), o homem que ameaçou explodir bomba na Universidade Jorge Amado (Unijorge), em Salvador, identificado com Frank Oliveira da Costa, apresentava transtorno mental. “Apresentava sinais de transtornos psiquiátricos e será encaminhado para o nosocômio após apresentação na Polícia Civil”, disse o coronel após o candidato ao exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) se entregar no final da tarde deste domingo (24).

Coutinho ressaltou que, apesar da ameaça, “não foi detectada nenhuma substância explosiva dentro da sacola que ele portava”.

Em conversa com a imprensa ao fim da operação, o tenente-coronel afirmou que a ação foi feita seguindo parâmetros internacionais e frisou os motivos que teriam levado Frank a realizar a ameaça; “Ele tem demandas frente à Justiça e sobretudo frustração por não ter sido aprovado em concursos da OAB”, resumiu.

Informações do repórter Vinícius Ribeiro

Galeria de Fotos

BUSCAR NO SITE: