Notícias

Postado em 28/11/2015 12:15

O pouco caso da Vale com a Tragédia de Mariana

.

Share Button
Share Button

Por: Marcos Ferreira Pinto Basto

O  Brasil ainda não tomou conhecimento do tamanho do desastre ambiental causado pelo rompimento da barreira de contenção da represa de lama tóxica e Mariana/MG.

Para melhor se entender a culpabilidade da Samarco, testa de ferro da Vale/PHP australiana, tem que ser mostrada a gigantesca extração de minério de ferro e a lavagem que sofre para separá-lo da ganga, formando aquela lama tóxica que vão guardando em represas que se sucedem e represam também águas pluviais. Os arautos da Samarco, orientados para descreverem um paraíso de mineração que esconde selvagem agressão ao meio ambiente, falam sempre em barragens que nunca existiram, em grandes controles de segurança que na verdade existiam para medir a capacidade de guardar mais lama, ocultam que estavam operando no limite de guardar mais lama. A de Germano rompeu e vazou muita lama para as outras que foram vazando lama para a de Bento Rodrigues. A população local já vinha alertando que a barreira de contenção da represa apresentava sinais de ruptura, mas ninguém deu ouvido ao Povo, inclusive o prefeito que tido todo o comportamento de fiel lacaio da Samarco que deve ser entendida como Vale/PHP. O governador Pimentel também tem tido uma postura muito estranha em relação ao gravíssimo desastre ambiental que milhões de brasileiros das regiões diretamente afetadas e outras mais próximas começam a sentir.

Este acidente abre o latão de lixo da mineração no Brasil que vem desde os tempos de colônia em que era normal os soldados desertarem das unidades para irem catar ouro e eram descobertas numerosas pilantragens para enganar o fisco de Sua Majestade que era implacável, no mínimo descuido dava forca e no máximo, seria esquartejado. Os responsáveis pelas mineradoras de hoje estão necessitando dum tratamento equivalente aos tempos de hoje.

Araxa/MG, Catalão/GO, Carajás/PA são lugares onde podemos ver a fúria das mineradoras. Sobre Roraima ninguém fala, mas circulam boatos que têm muitos cambalachos acontecendo por lá na reserva Raposa Serra do Sol.

Matéria publicada no Portal Pátria Latina

Outras Notícias:

Feira de Ciências no Subúrbio

Estudantes apresentam experimentos em Feira de Ciências em Plataforma no Subúr

O Colégio Estadual Democrático Bertholdo Cirilo dos Reis, no bairro da Plataforma, em Salvador, fo...

Caso de Policia

Grupo de vendas no WhatsApp suspende entregas e caso para na delegacia

A denúncia de um suposto golpe realizado através do WhatsApp foi parar na 18ª Delegacia Territori...

Ilha de Maré

Prefeitura ajuda estudantes da rede estadual que estavam sem transporte na Ilha

A Prefeitura de Salvador, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Smed), decidiu fornecer gr...

Policia

Roubo a loja termina com perseguição policial em frente a um shopping da capit

Cinco homens ainda não identificados são suspeitos de roubarem uma loja no bairro de Pernambués, ...

Comentários:

BUSCAR NO SITE: