Politica

Postado em 15/05/2016 2:00

“Ninguém vai ficar na miséria se cortar R$ 10 bilhões do Bolsa Família”, disse ministro de Temer

.

Share Button
Share Button

O deputado federal Ricardo Barros (PP-PR) é o novo ministro da Saúde de Michel Temer (PMDB) e já acumula polêmicas. Uma delas, aliás, aconteceu em outubro de 2015 e está sendo amplamente compartilhada nas redes sociais. Na ocasião, Barros, até então aliado de Dilma Rousseff (PT), comentou a possibilidade de cortes no Bolsa Família.

“Estou convencido de que não há nenhum problema em cortar 10 bilhões do Bolsa Família porque só 25% dos beneficiários dizem não estar no mercado de trabalho. E mesmo assim pode haver aposentados, pessoas que têm outra renda. O Bolsa Família passou a ser um programa de renda complementar, basicamente, e não há nenhum prejuízo em fazer esse ajuste”, disse.

Na época, ele discutia ajustes no Orçamento e defendia que o corte no Bolsa Família seria o ideal para ajustas as contas do governo petista.

“Ninguém vai ficar na miséria se cortar um pouco do programa, e agora, a presidenta Dilma entra dizendo que não gostaria que cortasse. Até aí tudo bem, mas ninguém vem propor outra fonte para os 10 bilhões de reais. Agora, que os parlamentares do PT reajam, eu acho perfeito, natural. São eles que politicamente se beneficiam da distribuição de recursos do Bolsa Família. As pessoas creditam ao Governo a ajuda financeira mensal”, completou, em entrevista ao El País.

Galeria de Fotos

BUSCAR NO SITE: