Bocão News

Postado em 24/11/2015 12:44

Morre ex-governador da Bahia, Lomanto Júnior

.

Share Button
Share Button

Faleceu na noite desta segunda-feira (23), aos 90 anos o ex-governador da Bahia, Antônio Lomanto Júnior após lutar contra uma insuficiência renal. O gestor estadual ficou internado no Hospital Português no mês de outubro desse ano após dar entrada com um quadro de de infecção urinária que desencadeou para a insuficiência renal. Ele governou o estado baiano entre os anos de 1963 e 1967.

O velório em Salvador será amanhã (24) a partir das 7h, durante todo o dia no Palácio da Aclamação, na Avenida Sete de Setembro, e a missa solene às 18h.

Em Jequié, na quarta-feira (25), o velório acontece na Catedral Santo Antônio e o sepultamento, às 17h, no Cemitério São João Batista.

Trajetória

Lomanto Júnior encerrou a trajetória na política como prefeito de Jequié, no final dos anos 90. Costumava dizer: “Sou político para servir, não para ser servido”. Líder municipalista, foi presidente da Associação Brasileira de Municípios (ABM), a partir de 1959.

Reconhecido pela[habilidade na articulação política, Lomanto Junior transformou a sua vida privada e pública em um celeiro de  amigos, de todos os segmentos.

Como governador, Lomanto Junior mudou a matriz econômica do Estado, que era eminentemente agrícola, passando a ser de base industrial, com a implantação do Centro Industrial de Aratu. Em Salvador, reconstruiu o Teatro Castro Alves e construiu a Avenida Contorno. Integrou o Extremo Sul do Estado, construindo todas as ligações dos municípios com a BR – 101. Fez a Ponte Ilhéus – Pontal, obra reivindicada desde o governo Getúlio Vargas, e construiu e inaugurou o maior estirão de asfalto, com 400 km, ligando Feira de Santana a Juazeiro. Além disso, eletrificou todo o Estado, integrando o Sistema Paulo Afonso ao de Funil.

Popularidade e herança política

Lomanto Junior foi o único governador, na história política da Bahia, a sair nos braços do povo, que o conduziu do Palácio Rio Branco ao Campo Grande, numa manifestação espontânea que demonstrou a aceitação e popularidade de seu governo. Foi também o deputado federal proporcionalmente mais votado do Estado.

Lomanto Júnior foi um estadista, muito atuante em todos os cargos que exerceu. É considerado pelos seus familiares, amigos e todos aqueles que compartilharam de sua vida, um ser humano extraordinário, humilde e de espírito conciliador. A sua generosidade tornou-se uma marca exaltada pelos amigos e colegas. No Senado, alguns pares o chamavam de Coração Transbordante.

Deixa esse patrimônio moral para seus 5 filhos, 10 netos e 10 bisnetos. Herdaram a sua vocação para a política, o filho Leur Lomanto, que exerceu por sete vezes o mandato de deputado federal, e o neto, Leur Lomanto Junior, deputado pelo terceiro mandato na Assembleia Legislativa da Bahia.

Cronologia dos cargos de Lomanto Junior

Vereador – Jequié – 1947 a 1950

Prefeito – Jequié – 1951 a 1955

Deputado estadual – Bahia – 1955 a 1959

Prefeito – Jequié – 1959 a 1963

Governador – Bahia – 1963 a 1967

Deputado federal – 1971 a 1975

Deputado federal – 1975 a 1978

Senador – 1979 a 1987

Prefeito – Jequié – 1993 a 1996

Outras Notícias:

Policia

Policial atira contra vizinha, filho e depois se mata

O policial militar, sargento Osman Cavalcante Leal Neto, foi protagonista de uma tragédia na ta...

Idoso cai, bate a cabeça no “meio-fio” e morre

Um idoso de 65 anos, que ainda não teve a identidade revelada, sofreu uma queda enquanto andava, no...

Lobato

PM apreende drogas, armas e prende três no Lobato

Três homens foram presos e dois menores apreendidos na tarde desta segunda-feira (14), durante oper...

Policia

Polícia divulga retrato falado de criminoso do duplo homicídio em ônibus

Homem de cor da pele parda, com cerca de 1,75 de altura, sem barba e bigode, aparentando cerca de 20...

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BUSCAR NO SITE: