Notícias

Postado em 15/09/2016 6:41

Lula diz que Lava Jato tem objetivo de “acabar com vida política” dele

.

Share Button
Share Button
Depois de ser apontado como “maestro” na corrupção da Petrobras, investigada pela Operação Lava Jato, o ex-presidente Lula afirmou que o objetivo da força-tarefa é “acabar com a vida política do Lula”.
“Eles construíram uma mentira, uma inverdade e está chegando o fim do prazo. Já cassaram o Cunha, elegeram o Temer com o golpe. Agora, precisa concluir a novela. Quem é o bandido e o mocinho? Vamos dar um desfecho. Acabar com a vida política do Lula. Não existe outra explicação por isso. Não sei se eles têm família como eu tenho. Embora eu não os conheça, eu respeitaria mais a família deles”, afirmou, em entrevista coletiva.
Em tom de brincadeira, o ex-presidente chegou a afirmar que “pensou em ir para a China para se esconder”. “Nunca fui vítima de um momento de indignação. Nunca pensei em passar por isso. As pessoas achincalham tanto. Eu estava em Brasília na hora e pensei em ir pra China. Quem inventou a mentira está mais comprometido do que eles pensam”, constatou.
Lula, durante seu discurso, relembrou passagens da sua vida – desde a fundação do PT até a reeleição da ex-presidente Dilma Rousseff. Segundo Lula, o seu sucesso foi o pior para os adversários.
“E ainda tivemos a petulância de pegar uma mulher que diziam que era um poste e reeleger. Reeleger a Dilma era pensar que o Lula ia voltar. Então eles iam tentar truncar. Inventaram uma mentira”, lembrou.
O líder petista relembrou ainda que “fortaleceu” as instituições do país, por acreditar na defesa dos princípios constitucionais. “Eu duvido que nesse país, alguém representado pelo governo da Dilma e do meu, fizeram mais para fortalecer as instituições que defendem o Estado nesse país. Qualquer delegado sabe o que era a Polícia Federal quando cheguei no governo”, relembrou.
RESPEITO À FAMÍLIA E ACERVO – Lula lembrou, durante o discurso, que o seu acervo presidencial está sob suspeita. De acordo com os procuradores do Ministério Público Federal (MPF), a OAS pagou o armazenamento de objetos que Lula recebeu enquanto presidente.
“Até o meu acervo está sob suspeita. Quando eu saí da presidência, eu ganhei presente. Eu não tinha como levar as coisas mais valiosas para a casa. Eu tinha que guardar presente de chefe de estado. Ainda não sei quem foi o santo que conseguiu que o Banco do Brasil aceitasse guardar. Como eu ia levar para casa? Eles falaram do cofre do Lula. Pelo amor de Deus, se o MP quiser o meu acervo, peguem e levem. Aquele prédio que eles têm, coloquem meu acervo lá”, pediu.
O líder petista pediu também respeito à sua esposa, Marisa Letícia. “Eu só quero que respeitem a dona Marisa. Eu não conheço os parentes desses meninos, mas certamente não são melhores que a dona Marisa. Não é fácil você ver uma mulher que foi primeira dama, que nunca disse que queria ser dona disto ou daquilo”, opinou.

Galeria de Fotos

Outras Notícias:

Escritor

Livro aborda trajetória da indústria na Bahia

Uma viagem histórica pelos caminhos das primeiras manifestações industriais da Bahia, chegando at...

Cultura

Olodum comemora Dia da África

Mais de 120 percussionistas sob a batuta do Mestre Memeu sairão ​da Praça Pastores da Noite...

Metrô

Chegada do metrô à Paralela deve dobrar número de passageiros

Quem estava acostumado a enfrentar congestionamentos na Avenida Paralela, em Salvador, já pode econ...

Educação no Trânsito

Comunidade escolar é mobilizada para ações sobre Educação no Trânsito

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia, em parceria com o Departamento Estadual de Trânsito ...

Comentários:

BUSCAR NO SITE: