Notícias

Postado em 25/07/2016 8:50

HISTÓRIA: Alarme falso matou dois e feriu mais de 2 mil em Salvador há 45 anos

.

Share Button
Share Button

O falso alarme de bomba provocado por um estudante na UniJorge, neste domingo (24/7), não é um caso isolado na história de Salvador. Há exatos 45 anos, uma situação semelhante provocou a morte de duas pessoas e mais de 2.000 feridos na cidade.

Em 4 de março de 1971, no ano de inauguração do anel superior da antiga Fonte Nova, um refletor estourou durante o jogo Vitória x Grêmio — antes, havia ocorrido o jogo Bahia x Flamengo, em uma rodada dupla marcada para dar as boas vindas ao novo setor do equipamento. Os presentes se assustaram com o estouro e houve pânico após um torcedor anunciar que o estádio iria desmoronar.

Houve pisoteamento e dois morreram. Outros ficaram 2.086 feridos (nos mais diferentes níveis de lesão). O Brasil vivia à época o Regime Militar e, suspeita-se, que a Ditadura tenha ‘diminuído’ as estatísticas para tornar o incidente menor do que exatamente foi. Ninguém foi criminalmente responsabilizado por aquela tragédia.

Galeria de Fotos

BUSCAR NO SITE: