Notícias

Postado em 04/08/2016 7:41

GREVE:Trens do Subúrbio Ferroviário suspendem as atividades nesta sexta-feira(05)

.

Share Button
Share Button

Os trens que fazem a ligação entre os bairros de Paripe e Calçada, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, não vão funcionar nesta sexta-feira (5). O motivo é uma paralisação dos servidores da Companhia de Transportes do Estado da Bahia (CTB). A suspensão do serviço será de 24h, portanto, no sábado não haverá interrupção. Cerca de 15 mil pessoas usam o transporte todos os dias.

Segundo o coordenador geral do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Ferroviário e Metroviário dos Estados da Bahia e Sergipe (Sindiferro), Antonio Eduardo Oliveira, a categoria reivindica o reajuste salarial e melhorias nas condições de trabalho. Existe a possibilidade de greve.

“Estamos pedindo a reposição da inflação, mas a empresa oferece zero de reajuste. A data base é em maio. Estamos na quarta rodada de negociação e ainda sem acordo. Se persistir a intransigência, vamos nos reunir com a categoria na próxima semana e podemos decidir por uma greve pode tempo indeterminado”, afirmou.

Cerca de 120 trabalhadores trabalham no sistema. O sindicato informou que o quadro de funcionários está defasado e reclamou das condições dos trens do operam no Subúrbio. A categoria informou que paralisação começou a ser anunciada na quarta-feira (3), através de 25 mil panfletos distribuídos entre os usuários.

Em janeiro, os trens pararam de circular por conta de atrasos no pagamento dos salários dos vigilantes, contratados por uma empresa terceirizada.

Resposta
Em nota, a assessoria da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur) informou que os salários dos servidores foram reajustados em mais de 20% nos últimos três anos. “A CTB esclarece que, desde que o Estado assumiu a gestão do sistema de trens do Subúrbio, em maio de 2013, os salários dos funcionários foram reajustados três vezes, chegando aos 22,42% de aumento acumulado ao longo destes três anos”, diz a nota.

Ainda segundo a assessoria “a CTB se coloca à inteira disposição para diálogo com a categoria para que os serviços sejam restabelecidos o mais breve possível”, diz.

Cerca de 15 mil pessoas circulam pelos trens do Subúrbio todos os dias. A malha ferroviária que liga Paripe à Calçada é de 13,6 quilômetros, com 10 paradas ao longo do trajeto e 2 trens. O horário de funcionamento é de segunda a sábado, das 6h às 19h30 (saída do último trem), com intervalos de 40 a 45 minutos. A passagem custa R$0,50 centavos a inteira e R$0,25 centavos a meia, com gratuidade para pessoas a partir dos 60 anos.

O atual sistema de trens será substituído pelo projeto do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). O novo modal terá 18,5 quilômetros de extensão e 21 estações. A estimativa do governo é de que mais de 1,5 milhão de moradores do Subúrbio Ferroviário de Salvador sejam beneficiados com o VLT. O sistema será ampliado, chegando ao Terminal da França, no bairro do Comércio. A licitação está prevista para ser lançada até o fim deste mês.

Galeria de Fotos

Outras Notícias:

Câmara dos Deputados

Entenda o projeto de lei da terceirização aprovado pela Câmara

A Câmara dos Deputados aprovou nessa quarta-feira (22) o Projeto de Lei (PL) 4.302/1998 que libera ...

Politica

Deputado Federal é vaiado e não consegue discursar em evento de Rui Costa

    Deputado Jonga Bacelar, à esquerda de Rui Costa, momentos antes dos discu...

Educação

Governo do Estado concede bolsa de estímulo permanência para professores prest

O Governo do Estado publicou, nesta sexta-feira, o Decreto nº 17.522, que regulamenta a Lei n° 13....

Valéria

Envolvido em assalto a padaria em Colinas de Periperi é preso em Valéria

        Uma operação realizada por uma guarnição da 31ª Com...

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BUSCAR NO SITE:

CLIQUE NO X PARA FECHAR