Politica

Postado em 27/09/2016 11:26

Eleitores não podem ser presos a partir de hoje

A regra vale até 48 horas após o encerramento do pleito.

Share Button
Share Button

Agência Brasil

A partir de hoje (27), eleitores não podem ser presos ou detidos, salvo em flagrante ou para cumprimento de sentença criminal. A regra está prevista no Código Eleitoral, que entrou em vigor em 1965 e serve para garantir a liberdade do voto. No próximo domingo (2), mais de 144 milhões de eleitores vão às urnas para eleger vereadores e prefeitos. A regra vale até 48 horas após o encerramento do pleito.

Na prática, mandados de prisão não devem ser cumpridos pela Polícia Federal, principalmente na Operação Lava Jato, até a semana que vem, para evitar nulidades nos processos criminais. A regra foi inserida na legislação eleitoral em 1932, com o objetivo de anular a influência dos coronéis da época, que tentavam intimidar o eleitorado. Atualmente, juristas questionam a impossibilidade das prisões, mas a questão nunca foi levada ao Supremo Tribunal Federal (STF).

A proibição está no Artigo 236, do Código Eleitoral, e o texto diz: “Nenhuma autoridade poderá, desde 5 (cinco) dias antes e até 48 (quarenta e oito) horas depois do encerramento da eleição, prender ou deter qualquer eleitor, salvo em flagrante delito ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou, ainda, por desrespeito a salvo-conduto.”

Outras Notícias:

Periperi

Periperi ganha nova escola no aniversário de Salvador

    Como parte das comemorações ao aniversário de 468 da cidade de Salvador, ...

Politica

BUZU Social é sugerido por Palhinha à Prefeitura Municipal

O Vereador Palhinha apresentou na Câmara Municipal de Salvador o Projeto de Indicação 259/2017, q...

Politica

Palhinha defende aumento de vagas em cemitérios municipais

  Com o objetivo de expandir a oferta de vagas nos cemitérios municipais de Salvador, o...

Politica

Audiência Pública discute relação entre violência urbana e falta de vagas n

O aumento do número de mortes violentas na região metropolitana de Salvador é alarmante esse prob...

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BUSCAR NO SITE: