Notícias

Postado em 29/08/2016 6:07

Criança morre após consumir achocolatado; vigilância sanitária interdita lote

Mãe e tio da criança, que também beberam o produto, passaram mal.

Share Button
Share Button

Uma criança morreu nesta quinta-feira (25), cerca de uma hora após ingerir um achocolatado da marca Itambé, na cidade de Cuiabá, estado do Mato Grosso. A suspeita de que o produto tenha provocado a morte da criança levou a Vigilância Sanitária de Mato Grosso a solicitar, na sexta-feira (26), a interdição cautelar de todos os achocolatados da marca que sejam do mesmo lote de fabricação (com data de fabricação de de 25/05/16 com validade até 21/11/16). O lote investigado é o MA 21:18.

A vítima, um menino de dois anos de idade, foi encaminhada para a Policlínica do Coxipó, onde houve a tentativa dos médicos de reanimá-lo por cerca de uma hora. A criança, que chegou na unidade de saúde em convulsão,  não resistiu e morreu no local.

“Tal medida se faz necessária do risco sanitário implicado e em decorrência da denúncia recebida pelo serviço de verificação de óbito”, diz trecho de Memorando Circular emitido pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) do Mato Grosso na sexta-feira.

Segundo a coordenadora da vigilância sanitária, Juliana Almeida, todo o lote MA: 21:18 deve ser  retirado do mercado em todo país por medida de segurança. A empresa Itambé foi comunicada do ocorrido. A vigilância de Mato grosso já emitiu a notificação à  entidade nacional para que repasse aos demais municípios.

O CASO

A mãe do menino relatou que ela e o tio da criança chegaram a beber um pouco do achocolatado e passaram mal. A mãe sentiu tonturas e náuseas e o tio chegou a ser encaminhado a uma unidade hospitalar.

De acordo com informações da Polícia Civil, a mãe da criança disse que o filho tomou a bebida por volta das 9 horas, na própria residência da família. Segundo a mãe, o menino estava resfriado há dois dias, com coriza e sem febre.

Minutos após ingerir o produto, o menino apresentou falta de ar, corpo mole e princípio de desmaio. Neste momento a criança foi encaminhada para a Policlínica do Coxipó, onde por cerca de uma hora, os médicos tentaram a reanimação.

Segundo a mãe, as cinco caixas foram dadas a ela por um vizinho, que não foi encontrado para prestar esclarecimentos.

A Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica) está investigando o caso.

Outras Notícias:

Foraças Armadas

Forças Armadas vão atuar na região metropolitana de Natal por 11 dias

Cerca de 1,8 mil militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica vão atuar na Garantia da Lei ...

Periperi

Acidente de moto na Av Suburbana nas Imediações de Periperi Deixa Homem Ferido

  Segundo informações do Motolink do Subúrbio Online, um acidente envolvendo uma  mo...

Acidente

Acidente entre dois ônibus deixa seis feridos Nesta Tarde de Domingo(22)

Por volta das 16h deste domingo (22), na saída da Avenida Luiz Eduardo, na altura da Concessionári...

Plataforma

Secretaria de Educação da Bahia Manda Fechar CEAC de São João do Cabrito-Pla

Em contato com o Subúrbio Online, Alunos e moradores do São João do Cabrito Denúnciam mais uma f...

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BUSCAR NO SITE: