Notícias

Postado em 02/07/2016 1:12

Conheça personagens históricos esquecidos no 2 de Julho

.

Share Button
Share Button

Vinícius Nunes 
Sob supervisão de Henrique Brinco

A história da Independência da Bahia, chamada por alguns historiadores como “Verdadeira Independência do Brasil”, celebrada em Dois de Julho, possui alguns nomes importantes. A soldado Maria Quitéria e a freiraJoana Angélica são as figuras mais lembradas, porém, outros personagens foram fundamentais para que o Estado vencesse a guerra e expulsasse os soldados portugueses.

O dia 2 de Julho de 1823 foi histórico para os baianos e também para o Brasil. Isso porque mesmo com a declaração de independência feita por D.Pedro I em 1822, tropas portuguesas lideradas pelo militar Madeira de Melo atacaram a Bahia, mataram vários nativos e invadiram casas de civis para demonstrarem domínio. O grande ataque aconteceu no Convento da Lapa, em Salvador, onde a freira Joana Angélica foi vítima do exército português.

 

O cenário ficou ruim, mas a reunião de um exército de Salvador, São Francisco do Conde e Cachoeira, e depois o envio de militares estrangeiros por D. Pedro ajudaram a mudar a situação. Em 2 de Julho daquele ano, os portugueses foram expulsos do Brasil. Uma das histórias mais impressionantes foi em Cachoeira – que além de ter sido o primeiro palco da reação dos revoltosos contra os portugueses e ter sido a Sede Interina do Governo Baiano durante o período conflituoso -, teve uma situação inusitada: a de Maria Quitéria. Ela conseguiu entrar no Exército de Cachoeira, mesmo sendo uma mulher e tendo recebido muitas negativas no início, e foi uma das heroínas na batalha.

Mesmo com estas histórias marcantes e personagens fantásticos já conhecidos, outros importantes ainda são ignorados pelo grande público e o Varela Notícias resgatou algumas dessas figuras. Veja:

José Joaquim de Lima E Silva foi um dos homens enviados por D.Pedro para ajudar o Exército Baiano (Foto: Ilustração)

José Joaquim de Lima E Silva foi um dos homens enviados por D.Pedro para ajudar o Exército Baiano (Foto: Ilustração)

José Joaquim De Lima E Silva: Residente no Rio de Janeiro na época, e comandante do batalhão da cidade, e homem de confiança de D.Pedro I, ele foi enviado para a Bahia pelo Imperador do Brasil para ajudar o General Labatut no comando do Exército Pacificador. José Joaquim de Lima e Silva foi peça fundamental no combate contra os homens do General Português Madeira de Melo e foi um dos heróis da Independência.

Lord Cocrhane foi um dos responsáveis pela vitória dos baianos pelo mar (Foto: Ilustração)

Lord Cocrhane foi um dos responsáveis pela vitória dos baianos pelo mar (Foto: Ilustração)

Lord Cochrane: Muitos conhecem a Praça Lord Cochrane que está localizada no bairro do Garcia, em Salvador, porém, poucos sabem que ele foi um dos heróis da Independência da Bahia. Thomas Alexander Cochrane  já tinha grande fama depois de participar de guerras napoleônicas e de independência do Chile e do Peru. Ele foi responsável pelo combate contra os portugueses pelos mares, sendo nomeado e foi bastante efetivo. Ele armou uma armadilha durante a noite, bloqueou o porto de Salvador, atacou os barcos portugueses que estavam ancorados e, como estava escuro, quando tentaram escapar, os barcos se bateram uns nos outros e sofreram mais danos, enquanto Cocrhane se retirava de maneira triunfal. Naquele momento, foi mais uma vitória dos baianos frente aos portugueses.

Maria Felipa (Foto: Ilustração)

Maria Felipa (Foto: Ilustração)

Maria Felipa: Essa personagem não esteve ligada na batalha de Salvador, porém, foi uma figura fundamental na expulsão de portugueses da Ilha de Itaparica. Ela era uma figura marcante por si só, já que era negra, trabalhadora braçal, pescadora, marisqueira, e ainda assim conseguiu, através de sua força, liderar um grupo de 200 homens contra os portugueses em batalhas que aconteceram de 1822 e até passaram de 2 de Julho de 1823. O maior feito de Felipa foi liderar ações que destruíram mais de 40 embarcações portuguesas.

General Labatut (Foto: Ilustração)

General Labatut (Foto: Ilustração)

General Labatut: Personagem bastante conhecido para os interessados, mas não tão inserido na cultura popular, o General Pierre Labatut foi contratado por D.Pedro I para liderar o exército baiano contra os portugueses. O militar já tinha muita experiência, pois participou das campanhas napoleônicas e ainda liderou os exércitos revolucionários nas guerras na América Espanhola. Labatut teve um papel extremamente importante na Independência, pois ele conseguiu transformar um “bando” desordenado de civis, na maioria deles trabalhadores humildes (negros, índios e caboclos), em um exército disciplinado que conseguiu expulsar os portugueses da Bahia.

O famoso "Pé do Caboclo" na Praça do Campo Grande é a representação do exército baiano que derrotou os portugueses(Foto: Divulgação)

O famoso “Pé do Caboclo” na Praça do Campo Grande é a representação do exército baiano que derrotou os portugueses (Foto: Divulgação)

Outros caboclos: A estátua do caboclo, que está localizada na praça Campo Grande, em Salvador, e que serve para lamentação de muitos soteropolitanos vide a expressão “Vamos chorar no pé do caboclo”. Apesar da fama, muitos não conhecem a importância destes personagens históricos na guerra que tirou os portugueses da Bahia. Eles representam os soldados que eram trabalhadores de origem humilde, que lutaram na Independência, de maneira voluntária , o que não aconteceu com os proprietários de terras.

Outras Notícias:

Plataforma

AGORA! Homem é morto após receber 12 tiros em Plataforma

Segundo Informações nesta noite de Quarta-feira(26), por volta nas 20h:30min, um homem que  conhe...

SSP-BA

Policia prende em flagrante quadrilha que assaltava ônibus no Subúrbio e Cidad

Uma operação do Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc), da Polícia Civil, na ...

Lobato

Jovem atira em viatura que fazia ronda no Lobato

Na noite desta terça-feira (25), foi preso Carlos Alexandre de Jesus, conhecido como 'Acerola', sus...

Acidente

Carro atropela 4 pessoas em dois acidentes, onde uma pessoa veio a óbito

Marcos Andrin Silva Santos de 23 anos conduzia um carro de modelo celta Prata de placaJXW 3865 segun...

Comentários:

BUSCAR NO SITE: