Politica

Postado em 30/11/2015 12:46

Celso Russomanno é condenado a dois anos de prisão

Deputado federal devolveu R$ 700 mil para seu gabinete, minimizando a pena de prisão.

Share Button
Share Button

O deputado federal Celso Russomanno (PRB-SP) foi condenado a dois anos e dois meses de prisão por peculato. A pena, no entanto, foi convertida em 790 horas de trabalho comunitário e 25 cestas básicas. Segundo a Justiça Federal, o parlamentar nomeou Sandra de Jesus, gerente de sua produtora de vídeo, como funcionária de seu gabinete entre 1997 e 2001.

Na prática, Sandra trabalhava na empresa de Russomanno, mas era paga pela Câmara dos Deputados. A condenação de Russomanno aconteceu em fevereiro de 2014, no Distrito Federal. O deputado, que tem foro privilegiado, recorreu e o caso foi para o STF (Supremo Tribunal Federal).

Em sua defesa, Russomanno disse que Sandra de Jesus trabalhava em seu gabinete — que fica no mesmo imóvel de sua produtora — atendendo consumidores. Constam no processo, porém, vários documentos que comprovam que ela exercia a gerência da empresa (ela, inclusive, assinava as carteiras de trabalho de funcionários da produtora).

Russomanno devolveu R$ 700 mil para seu gabinete, minimizando a pena de prisão, que foi convertida em 790 horas de trabalho comunitário e pagamento de 25 cestas básicas.

Outras Notícias:

Audiência Pública

Audiência pública discute imunidade tributária das igrejas

Na próxima segunda-feira (5), acontecerá, na Câmara Municipal de Salvador, uma Audiência Públic...

Politica

Vereador vai até o Senado contra extinção da isenção tributária das igreja

Nessa quarta-feira (23) o Vereador Orlando Palhinha (DEM) esteve em audiência com o Senador José M...

Politica

Vereador de Salvador vai a Brasília contra o fim da imunidade tributária das I

Nessa quarta-feira (23) o vereador demista Orlando Palhinha, viaja para Brasília quando terá audi...

Roberto Justus pode disputar Presidência da República em 2018

Segundo a Coluna do Estadão, o empresário e apresentador Roberto Justus já admite a possibilidade...

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BUSCAR NO SITE: