Politica

Postado em 30/11/2015 12:46

Celso Russomanno é condenado a dois anos de prisão

Deputado federal devolveu R$ 700 mil para seu gabinete, minimizando a pena de prisão.

Share Button
Share Button

O deputado federal Celso Russomanno (PRB-SP) foi condenado a dois anos e dois meses de prisão por peculato. A pena, no entanto, foi convertida em 790 horas de trabalho comunitário e 25 cestas básicas. Segundo a Justiça Federal, o parlamentar nomeou Sandra de Jesus, gerente de sua produtora de vídeo, como funcionária de seu gabinete entre 1997 e 2001.

Na prática, Sandra trabalhava na empresa de Russomanno, mas era paga pela Câmara dos Deputados. A condenação de Russomanno aconteceu em fevereiro de 2014, no Distrito Federal. O deputado, que tem foro privilegiado, recorreu e o caso foi para o STF (Supremo Tribunal Federal).

Em sua defesa, Russomanno disse que Sandra de Jesus trabalhava em seu gabinete — que fica no mesmo imóvel de sua produtora — atendendo consumidores. Constam no processo, porém, vários documentos que comprovam que ela exercia a gerência da empresa (ela, inclusive, assinava as carteiras de trabalho de funcionários da produtora).

Russomanno devolveu R$ 700 mil para seu gabinete, minimizando a pena de prisão, que foi convertida em 790 horas de trabalho comunitário e pagamento de 25 cestas básicas.

Outras Notícias:

Politica

Lídice garante negociação para votação da reforma trabalhista

A senadora Lídice da Mata (PSB-BA) teve papel essencial na tramitação do PLC 38/2017, que trata ...

Época!

Temer é o chefe da quadrilha mais perigosa do Brasil, afirma Joesley Batista

Autor da delação premiada que abalou as estruturas do Palácio do Planalto, o empresário Joesley ...

Que Mordomia!

Preso, ex-ministro pede almoço em restaurante e usa celular

O juiz federal Francisco Eduardo Guimarães Farias fez nesta terça-feira uma visita surpresa à Aca...

Propina

Ministério Público investiga propina a Geddel por obra no Ceará

O Ministério Público Federal pediu à Justiça abertura de inquérito para apurar denúncias de co...

Comentários:

BUSCAR NO SITE: