Politica

Postado em 17/10/2017 10:06

Câmara concede Título de Cidadão ao capitão da Marinha Robson Campos Lima

Sessão solene foi presidida pelo vereador Orlando Palhinha.

Share Button
Share Button

Dedicação à função de grande responsabilidade e importância dentro da corporação à qual pertence, trabalho social relevante e grande identidade com a cidade que o acolheu há 13 anos. Esses são alguns dos motivos que credenciaram o capitão de corveta intendente da Marinha do Brasil, Robson Campos Lima, a receber da Câmara Municipal o Título de Cidadão de Salvador. A outorga da honraria aconteceu na noite desta segunda-feira (16), no Plenário Cosme de Farias, e foi presidida pelo vereador Orlando Palhinha (DEM), autor da indicação.
“O comandante Robson Campos Lima trabalha com muita dedicação. É uma pessoa que merece essa honraria pelo seu profissionalismo e pela sua atuação social na comunidade de Crueira, no subúrbio. Ele atua no comando de logística, armazenamento e transporte, suprimento e pagamento da Marinha com muito destaque. Além desse lado profissional acolhe as pessoas na Base Naval e vem desempenhando um papel importante à frente da Cooperativa Educacional de Inema (Copedin)”, destacou Palhinha.
Vice-presidente da Copedin, o capitão de corveta é um dos responsáveis pela manutenção de duas escolas na comunidade de Crueira, no subúrbio de Salvador, que oferece ensino infantil e fundamental além de aulas de esporte para mais de 300 crianças. “A cooperativa proporciona à sociedade civil um ambiente acolhedor. Os pais têm a certeza de que os filhos estão em um ambiente seguro”, disse o homenageado que presidiu a instituição até o ano passado.

Identidade

Natural da cidade de Patos, em Minas Gerais, Campos Lima recebeu a honraria com muita emoção. “Eu tenho uma história com a cidade de Salvador. Foi aqui que conheci minha companheira após ficar viúvo e meus dois filhos são soteropolitanos. Essa honraria faz com que eu me sinta parte desta capital que me acolheu tão calorosamente e que tem sido tão generosa comigo e com a minha família. Ser cidadão de Salvador é unir-me à rica história desse povo. Meu coração já era daqui”, disse em agradecimento ao receber o título das mãos do vereador Palhinha, da esposa Isabela Cristina e dos filhos Mariana e João Vitor.


F
otos: Claudio Leite /SubúrbioOnline
O capitão de Mar e Guerra Leovaldo Santos e Silva também destacou esse sentimento de pertencimento do homenageado. “De coração ele já era soteropolitano, pois sempre se identificou muito com a cultura, alegria e costumes da cidade”. O oficial falou ainda sobre o profissionalismo do capitão no desempenho de suas funções. “É muito difícil uma pessoa ficar tantos anos em uma função tão específica como a do setor que ele comanda, mas Campos Lima desempenha essa tarefa com muito zelo, dedicação e produtividade”, disse.



“O comandante Campos Lima é uma pessoa íntegra, amiga e que preza pela família e amigos. Ele possui uma capacidade profissional ímpar e uma seriedade e altamente agregadora”, afirmou o capitão de Mar e Guerra Rodrigo Otoch. “Ele é uma pessoa acima de tudo correta e que respeita muito o outro. O vereador Orlando Palhinha escolheu muito bem seu homenageado, pois além da grande identidade que ele tem com o povo daqui, tem feito um grande trabalho nesta cidade” disse o capitão de Mar e Guerra Paulo Cezar Pinheiro, ex-chefe do Estado Maior do 2º Distrito Naval.
A mesa da sessão solene contou ainda com a presença dos capitães  de Mar e Guerra Almir Ferreira, Alexandre Lobão e José Paulo Nóbrega.

 

 

BUSCAR NO SITE: