Bahia

Postado em 01/06/2016 7:12

Beneficiários do aluguel social e programa Primeiro Passo vão sacar valor em cartão único

.

Share Button
Share Button

A ex-moradora de rua Suila Benvindo Lopes, 56 anos, viu sua vida mudar há cinco anos quando começou a receber aluguel social da prefeitura. “Eu morei na rua por dois anos e minha vida era péssima. Há cinco anos eu tenho minha casa, eu tenho minhas coisas. Antes, morava com minhas filhas e netas na rua e passava a noite em albergues”, conta.

Quando começou a receber o benefício, ela precisava levar CPF e identidade para sacar o valor no banco Bradesco e enfrentar filas. Mas agora vai precisar apenas do cartão social, lançado nesta quarta-feira (1º) pelo prefeito ACM Neto. O cartão vai beneficiar quem recebe aluguel social ou o valor do Primeiro Passo – programa municipal que oferece um auxílio mensal para famílias com crianças de 0 a 5 anos em condição de vulnerabilidade social que estão fora da rede municipal de educação.

Com o cartão em mãos, Suila pode ir a qualquer agência da Caixa Econômica ou em uma Casa Lotérica para retirar o benefício de R$ 300. “Antes a gente tinha que ir na boca do caixa com os documentos, agora eu acho que vai ser mais fácil e mais tranquilo também, sem confusões”, disse. Os cartões serão distribuídos pelos Correios e nas sedes das prefeituras-bairro.

“Vai facilitar a vida das pessoas mais pobres de Salvador, aquelas pessoas que recebem os auxílios sociais por parte da prefeitura agora vão poder receber todos concentrados num só cartão, sem pegar fila, sem ficar na dúvida de qual será o dia do recebimento”, explicou o prefeito ACM Neto.

Segundo o ex-secretário de Promoção Social, Esporte e Combate à Pobreza (Semps), Bruno Reis, que participou de todo o processo de elaboração do cartão, ao todo, serão 3.800 famílias beneficiadas com o novo cartão. E quem tiver direito aos benefícios a partir de agora, também será cadastrado e vai receber o cartão.

“Eventualmente se novas famílias precisarem entrar nos programas, podem ir aos CRAS, Creas, ou vindo aqui no Cuidar se cadastrar. Nós já estamos entregando uma parte do cartões, mas também vamos enviar pelos Correios, e nas prefeituras-bairros também terá essa disponibilidade”, explicou Reis. O lançamento também foi acompanhado pela nova titular da Semps, Ana Paula Matos.

Infância e microcefalia
Durante o evento, o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, que visitou pela primeira vez Salvador, elogiou as ações realizadas na área social e anunciou que a cidade pode receber o piloto do Programa Primeira Infância.

“Nós vamos fazer pilotos de programas sociais, um deles é o Primeira Infância, que faz um acompanhamento em casa com crianças que nascem em famílias do Bolsa Família, para que elas tenham uma possibilidade de desenvolvimento emocional e cognitivo melhor. A criança já chega na escola sabendo aprender mais ou menos”, explicou.

O ministro também aproveitou a oportunidade para anunciar que as famílias que têm bebês com microcefalias vão receber um apoio a mais de recursos para manter os filhos nas creches. Antes, o benefício só era possível para as crianças que eram do Bolsa Família.

“As crianças que vão ganhar Benefício de Prestação Continuada, vão poder ter esse valor a mais pra estimular a entrada delas na creche. É um patamar acima da bolsa família”. De acordo com o ministro, as creches vão receber 50% a mais do valor que é repassado das prefeituras.

Itacaranha
Também nesta quarta foi inaugurada a sede o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CRAS), no bairro de Itacaranha. O espaço terá capacidade para atender até 80 famílias por mês. A unidade está localizada na Rua do Meio, e vai realizar atendimentos de segunda a sexta, das 8h às 17h.

São 14 profissionais capacitados para atender na unidade, entre psicólogos, pedagogos, assistentes sociais, educadores sociais, técnicos de referência de medidas socioeducativas e técnicos administrativos. Já foram inauguradas unidades na Bonocô, Liberdade, Fazenda Coutos, Sete Portas e São Gonçalo.

A ex-moradora de rua Suila Benvindo Lopes, 56 anos, viu sua vida mudar há cinco anos quando começou a receber aluguel social da prefeitura. “Eu morei na rua por dois anos e minha vida era péssima. Há cinco anos eu tenho minha casa, eu tenho minhas coisas. Antes, morava com minhas filhas e netas na rua e passava a noite em albergues”, conta.

Quando começou a receber o benefício, ela precisava levar CPF e identidade para sacar o valor no banco Bradesco e enfrentar filas. Mas agora vai precisar apenas do cartão social, lançado nesta quarta-feira (1º) pelo prefeito ACM Neto. O cartão vai beneficiar quem recebe aluguel social ou o valor do Primeiro Passo – programa municipal que oferece um auxílio mensal para famílias com crianças de 0 a 5 anos em condição de vulnerabilidade social que estão fora da rede municipal de educação.

Com o cartão em mãos, Suila pode ir a qualquer agência da Caixa Econômica ou em uma Casa Lotérica para retirar o benefício de R$ 300. “Antes a gente tinha que ir na boca do caixa com os documentos, agora eu acho que vai ser mais fácil e mais tranquilo também, sem confusões”, disse. Os cartões serão distribuídos pelos Correios e nas sedes das prefeituras-bairro.

“Vai facilitar a vida das pessoas mais pobres de Salvador, aquelas pessoas que recebem os auxílios sociais por parte da prefeitura agora vão poder receber todos concentrados num só cartão, sem pegar fila, sem ficar na dúvida de qual será o dia do recebimento”, explicou o prefeito ACM Neto.

Segundo o ex-secretário de Promoção Social, Esporte e Combate à Pobreza (Semps), Bruno Reis, que participou de todo o processo de elaboração do cartão, ao todo, serão 3.800 famílias beneficiadas com o novo cartão. E quem tiver direito aos benefícios a partir de agora, também será cadastrado e vai receber o cartão.

“Eventualmente se novas famílias precisarem entrar nos programas, podem ir aos CRAS, Creas, ou vindo aqui no Cuidar se cadastrar. Nós já estamos entregando uma parte do cartões, mas também vamos enviar pelos Correios, e nas prefeituras-bairros também terá essa disponibilidade”, explicou Reis. O lançamento também foi acompanhado pela nova titular da Semps, Ana Paula Matos.

Infância e microcefalia
Durante o evento, o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, que visitou pela primeira vez Salvador, elogiou as ações realizadas na área social e anunciou que a cidade pode receber o piloto do Programa Primeira Infância.

“Nós vamos fazer pilotos de programas sociais, um deles é o Primeira Infância, que faz um acompanhamento em casa com crianças que nascem em famílias do Bolsa Família, para que elas tenham uma possibilidade de desenvolvimento emocional e cognitivo melhor. A criança já chega na escola sabendo aprender mais ou menos”, explicou.

O ministro também aproveitou a oportunidade para anunciar que as famílias que têm bebês com microcefalias vão receber um apoio a mais de recursos para manter os filhos nas creches. Antes, o benefício só era possível para as crianças que eram do Bolsa Família.

“As crianças que vão ganhar Benefício de Prestação Continuada, vão poder ter esse valor a mais pra estimular a entrada delas na creche. É um patamar acima da bolsa família”. De acordo com o ministro, as creches vão receber 50% a mais do valor que é repassado das prefeituras.

Itacaranha
Também nesta quarta foi inaugurada a sede o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CRAS), no bairro de Itacaranha. O espaço terá capacidade para atender até 80 famílias por mês. A unidade está localizada na Rua do Meio, e vai realizar atendimentos de segunda a sexta, das 8h às 17h.

São 14 profissionais capacitados para atender na unidade, entre psicólogos, pedagogos, assistentes sociais, educadores sociais, técnicos de referência de medidas socioeducativas e técnicos administrativos. Já foram inauguradas unidades na Bonocô, Liberdade, Fazenda Coutos, Sete Portas e São Gonçalo.

Galeria de Fotos

BUSCAR NO SITE: