Notícias

Postado em 20/10/2017 5:29

BCS Uruguai leva 20 crianças para conhecer Batalhão de Choque

.

Share Button
Share Button

A Base Comunitária de Segurança (BCS) do Uruguai proporcionou uma manhã diferente para 20 alunos da Escola Municipal Tiradentes, na quarta-feira (18), com uma visita ao Batalhão de Choque. O objetivo da ação foi aproximar as crianças dos profissionais que dedicam suas vidas para proteger a população.

A subcomandante da BCS Uruguai, tenente Priscila Lemos, coordenou a visita dos estudantes da 4ª série, com idades entre 10 e 11 anos, que estavam acompanhados de duas professoras e uma auxiliar da escola.

Recepcionados pela subtenente Ilândia do Batalhão de Choque, os alunos conheceram as instalações da unidade especializada em controle de tumulto e distúrbios civis e assistiram apresentações do grupamento de motociclistas “Choque Rápido” e dos cães do canil da PM, o que deixou todos empolgados.

Para a tenente Priscila a receptividade dos alunos foi geral. Como o exemplo da garota Ester, que sempre teve medo de cachorro, mas após assistir a apresentação dos cães treinados da PM, alisou um dos animais e, acompanhada de um militar, passeou com um deles segurando a coleira.

O menino Gabriel, de 11 anos, antes de iniciar o passeio, já saiu da escola dizendo que queria ser tenente e ter uma farda igual a da oficial Priscila. Curioso, Gabriel ficou fazendo perguntas se era preciso estudar muito para ser policial militar e se a prova era difícil. “Meu sonho é ser policial. Eu acho lindo ser policial!”, revelou o pequeno. Ainda durante a apresentação do canil, Gabriel questionou como fazia para treinar o cachorro dele em casa, arrancando risos de todos.

Após as apresentações, o comandante da unidade especializada, tenente coronel Paulo Guerra, explicou para as crianças sobre as atividades desenvolvidas pelo Batalhão de Choque, tirou fotos com os alunos e ressaltou a importância de fortalecer os laços entre a PM e a comunidade.

Foi muito significativo apresentar a profissão policial militar para esses jovens, desmistificando a imagem negativa da PM em algumas comunidades. As crianças ficaram muito empolgadas e fascinadas com o que viram, além de reconhecerem a importância deste ofício. Estenderemos esse projeto para outras escolas do Uruguai”, destacou a tenente Priscila.

BUSCAR NO SITE: