BUSCAR NO SITE:

Esporte Clube Bahia

Bahia vence Botafogo-PB fora de casa e larga bem nas quartas

Postado em 28/04/2018 2:35 - Atualizado em: 28/04/2018 2:35
Share Button
Tricolor saiu na frente no 1º tempo, sofreu empate na etapa final, mas Régis decidiu

O Bahia teve uma série de desfalques para enfrentar o Botafogo-PB, nesta quinta-feira (26). Quatro delas, na zaga. Ainda assim, o tricolor superou as dificuldades e voltou de João Pessoa com um triunfo importante por 2×1 pelo duelo de ida das quartas de final da Copa do Nordeste.

Nino foi liberado para assistir ao nascimento do filho, Lucas Fonseca foi poupado por desgaste muscular, Léo estava suspenso e Tiago sentiu uma lesão no aquecimento. Com isso, a linha de defesa do tricolor foi toda reserva, com João Pedro, Rodrigo Becão, Douglas Grolli e Mena.

O duelo da volta, na Fonte Nova, acontece na quinta-feira, 3 de maio, às 21h45. No domingo (29), o tricolor recebe o Atlético-PR pela Série A, às 16h.

Sustos

Cobrindo espaços errados e literalmente se batendo em campo, a defesa tricolor contou sempre com um pé ou cabeça salvadores no último instante para são sofrer maiores sustos na etapa inicial.

O perigo maior veio sempre de longe. Aos sete e aos 20 minutos, Marcos Aurélio soltou bombas de fora da área e exigiu grandes defesas de Douglas. No ataque, o Bahia, que teve um Vinícius pouco inspirado, não conseguia romper as linhas de defesa bem posicionadas do Belo.

Aos 45, porém, Elton teve um lampejo de craque e desequilibrou tudo. Com um passe rasteiro, conseguiu romper duas linhas de defesa e deixar Marco Antônio de frente para Saulo, já na área. Com um chute forte e no alto, o garoto fez o segundo gol dele como profissional, o segundo em João Pessoa. Ele havia marcado lá no jogo da primeira fase, em 30 de março.

Incendiou

O segundo tempo começou todo do Bahia. Aos dois, João Pedro recebeu na direita, cortou para o meio e chutou para a defesa de Saulo. No lance seguinte, após cruzamento, o goleiro paraibano saiu mal e Rodrigo Becão mandou para fora com o gol vazio.

Quem não faz, leva, né? Então aos quatro, o pé ou cabeça salvadores da etapa inicial não apareceram. A defesa se concentrou toda no primeiro pau, Mena deixou passar e Marcos Aurélio recebeu cruzamento na segunda trave livre. Daí, foi só chutar forte para empatar.

Mais uma vez, Guto Ferreira foi ‘largo’, sortudo. Aos 24, colocou Régis e Júnior Brumado nos lugares de Marco Antônio e Edigar Junio. Cinco minutos depois, Elber carregou para dentro da área do Belo e tocou para Brumado. Ele só rolou, de letra, para Régis soltar uma bomba e desempatar. No final, Brumado ainda perdeu chance clara, sozinho, de frente para Saulo.

Outras Notícias

Anunciantes Premium!


Coloque o seu Anúncio aqui!

BUSCAR NO SITE: